G1 – Evento no Rio marca os 200 anos do noivado de Leopoldina e Pedro I

05/04/2016 07h03 – Atualizado em 05/04/2016 07h03

Evento no Rio marca os 200 anos do noivado de Leopoldina e Pedro I

Autora de blog organiza o ‘WeddingLab: Leopoldina, a Noiva de Viena’.
Evento marca a volta do Paço Imperial como opção para casamentos.

Do G1 Rio

Manoela Cesar (Foto: Divulgação/WeddingLab)
Para Manoela Cesar, Leopoldina tinha as mesmas
inseguranças de qualquer jovem do século 19
(Foto: Divulgação/WeddingLab)

Em 2014, a blogueira Manoela Cesar, especializada em casamentos, encontrou por acaso, numa livraria, o diário da Imperatriz Leopoldina, organizado por Gloria Kaiser, em que ela falava sobre seu noivado com o então príncipe Pedro de Alcântara, futuro imperador Pedro I. Pelos relatos, Manoela percebeu que em 2016 se completam 200 anos do noivado. E Leopoldina se tornou o tema de seu evento anual.

O “WeddingLab 2016 – Leopoldina, a Noiva de Viena” será realizado no domingo (10), no Paço Imperial, Centro do Rio, das 15h às 22h.

Segundo Manoela, autora do blog “Colher de Chá Noivas”, o evento marca a volta do Paço Imperial, no Centro, como opção carioca de lugar para se casar e reunirá noivos e profissionais do casamento que poderão se inspirar no casamento da primeira noiva princesa do Brasil.

O cerimonialista Roberto Cohen conduzirá o evento, que contará com a presença de Paola Orleans e Bragança, da embaixadora da Áustria, Marianne Feldmann, e da biógrafa austríaca de Leopoldina, Gloria Kaiser. A entrada é franca, mas é preciso se inscrever no blog.

“Mesmo uma princesa da imponente Casa de Habsburg, sobrinha-neta de Maria Antonieta e cunhada de Napoleon Bonaparte, pode ter as mesmas inseguranças, medos e palpitações de qualquer jovem do século 19. A jovem Carolina Josefa Leopoldina de Habsburg poderia facilmente ser uma das personagens da romancista inglesa Jane Austen. Romantismo, aliás, é algo que Leopoldina viu nascer em Viena. Ao desembarcar no Rio, trouxe consigo não apenas a vasta bagagem cultural de quem nasceu em berços frequentados por Mozart e Goethe, mas, especialmente, uma nova forma de viver um casamento diplomático: com amor”, declarou a blogueira sobre a heroína que conheceu ao ler seus diários.

O Paço imperial é uma construção da época em que o Brasil era colônia. Atualmente um centro cultural que recebe exposições de vários artistas, o local abrigou eventos históricos, como o Dia do Fico e a assinatura da Lei Áurea. (Foto: Alexandre Macieira/ Divulgação Riotur)Paço vai abrigar evento anual de noivos e profissionais que trabalham com cerimônias de casamento (Foto: Alexandre Macieira/ Divulgação Riotur)

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , . Guardar link permanente.