Irmandade do Outeiro da Glória encena peça sobre a Família Imperial

Como parte das comemorações pelo 15 de Agosto (festa católica da Assunção da Virgem Maria aos Céus e, portanto, festa de Nossa Senhora da Glória), a Imperial Irmandade de Nossa Senhora da Glória do Outeiro (IINSGO), do Rio de Janeiro, promoveu hoje a encenação de um esquete sobre a presença da Família Imperial nessa irmandade carioca.

Desde a chegada da Corte portuguesa, em 1808, e até o fim da monarquia brasileira, em 1889, o Outeiro da Glória foi um templo mariano de especial devoção à Casa de Bragança. A primeira neta de D. João VI (1767-1826) e filha de D. Pedro I (1798-1834), D. Maria da Glória (1819-1853), foi aí levada para ser consagrada à Virgem da Glória, após seu batizado. A futura D. Maria II de Portugal visitou o templo com a mãe, D. Maria Leopoldina (1797-1826), inúmeras vezes.

Nas fotos abaixo, vê-se o Príncipe D. Antonio João do Brasil, bisneto da Redentora e, como todos os membros de sua família, membro inato da Irmandade, com o Provedor da IINSGO, Senhor Ronaldo Goytacaz Cavalleiro, a Presidente Laila Vils, a Cons. Maria Cecília Penna e o Cons. Luciano Cavalcanti de Albuquerque.

O Cons. Luciano Cavalcanti posou junto da atriz que interpretou sua pentavó, a Condessa de Belmonte (1779-1855), D. Marianna Carlota de Verna de Magalhães Coutinho, aia e espécie de mãe de criação de D. Pedro II (1825-1891).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.