Novas luzes sobre a biografia de Dona Thereza Christina

Teresa_cristina_of_brazil_circa_1851

Fotografia de Abram-Louis Buvelot (1814-1888) in Lago, Bia Corrêa do. Os fotógrafos do Império: a fotografia brasileira no Século XIX. Rio de Janeiro: Capivara, 2005.

O sócio honorário do IDII, Prof. Dr. Aniello Angelo Avella, da Universidade Tor Vergata de Roma e professor visitante na UERJ, tem se dedicado nos últimos anos a pesquisas em Nápoles e no Rio de Janeiro para dar ao Brasil e à Itália novas perspectivas à biografia da chamada “Imperatriz silenciosa”, a esposa de D. Pedro II, nascida D. Teresa Cristina Maria di Borbone e Borbón, princesa das Duas Sicílias, princesa de Bourbon (1822-1889).

Imperatriz do Brasil durante quase cinco décadas, D. Thereza Christina, que aportuguesou sua assinatura ao chegar ao país, foi a vítima mais imediata da Proclamação da República, em novembro de 1889. Os príncipes brasileiros rumaram  para Portugal, após terem sido banidos do território nacional. Ela faleceu em 28 de dezembro de 1889, dizendo a uma dama de companhia que “morria de dor e desgosto e não de doença”…

O texto sobre a imperatriz apresentado por Aniello Avella no XX Encontro Regional de História da ANPUH, no campus de Franca da UNESP, pode ser acessado neste linkhttp://www.anpuhsp.org.br/sp/downloads/CD%20XX%20Encontro/PDF/Autores%20e%20Artigos/Aniello%20Angelo%20Avella.pdf

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.