IDII participa do Encontro Internacional de Museus de Cidade, no Rio de Janeiro

O Instituto participou ativamente do Encontro Internacional de Museus de Cidade, promovido pela Prefeitura carioca (v. dados abaixo), no Memorial Getúlio Vargas, na Glória.

CONVITE

“Encontro Internacional Museus de Cidade: a cidade como objeto e agente de representação e transformações sociais”

De 20 a 24 de agosto, acontecerá no Rio de Janeiro, no auditório do Memorial Getúlio Vargas o Encontro Internacional Museus de Cidade, iniciativa da Gerência de Museus da Secretaria Municipal de Cultura. O principal objetivo do evento é propor a discussão pública sobre o papel assumido pelos Museus de Cidade no mundo frente às complexas demandas e à ação de novos agentes na vida dos grandes centros urbanos. Representantes de instituições nacionais e internacionais estarão presentes durante a semana do evento, que é gratuito. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail: eimc2012.inscricoes@gmail.com

O Encontro Internacional Museus de Cidade visa à reflexão sobre as diretrizes que orientam os novos projetos de museus nas principais cidades do mundo e se propõe a traçar um panorama amplo sobre o tema e as questões paradigmáticas a ele associadas. Para isso será reunido um grupo de interlocutores qualificados, brasileiros e estrangeiros com ampla experiência na elaboração e gestão de projetos na área.

O EIMC é parte do projeto de reestruturação do Museu Histórico da Cidade do Rio de Janeiro e também oportunidade para consolidar as diretrizes que norteiam a proposta de revitalização deste espaço cultural tão significativo para a cidade, que atualmente passa por obras de restauro e em breve será entregue à população carioca.

A troca de experiências será fundamental para estimular a reflexão, sendo parte fundamental da estratégia do Encontro. O diálogo entre profissionais com experiência tão variada com certeza irá fortalecer o conceito de Museus de Cidade em território brasileiro e contribuir para a construção de uma fértil rede de parcerias.

Além do fato de que em 2015, entre a Copa do Mundo e as Olimpíadas, nossa cidade comemorará os 450 anos de sua fundação. E contemporaneamente, a cidade aparece como núcleo de um dos mais emblemáticos projetos de transformação urbana em curso – o Porto Maravilha –, parte do movimento de requalificação da cidade como pólo cultural do País. Além de promover alterações na paisagem carioca, todos estes acontecimentos farão confluir para a cidade milhares de pessoas interessadas em conhecer mais sobre nossa história, cultura e sociedade.

As conferências prosseguem durante toda a semana, abordando temas específicos, em duas sessões distintas: uma enfocando questões históricas e outra colocando em perspectiva desafios contemporâneos a ele relacionados. O evento se encerra trazendo profissionais com experiências variadas para discutir desafios relacionados ao tema “Gestão e Sustentabilidade”.

Os convidados internacionais confirmados são: Fatma Suay Aksoy (Istambul, Turquia); Jack Loman (Victória, Canadá), Jette Sandahl (Copenhagem, Dinamarca), Jorge Humberto Melguizo Posada (Medelin, Colômbia), Josephine Rainey Tisdal (Boston, Estados Unidos), Maria Mouliou (Atenas, Grécia) e Mario Moutinho (Lisboa, Portugal). Entre os convidados nacionais teremos Alexandre Pimentel (RJ), Ana Carla Fonseca Reis (SP), Antonio Motta (PE), Jose Guilherme Cantor Magnani (SP), Maria Cristina Bruno (SP), Maria Ignez Mantovani Franco (RJ), Mario Chagas (RJ) e Thais Velloso Cougo Pimentel, entre outros.

Todas as palestras serão gravadas e transcritas. Alguns trechos serão disponibilizados no site do evento. A previsão de público é de 200 participantes por dia no encontro presencial e aproximadamente 1.000 pessoas através do site.  Serviço:

“Encontro Internacional Museus de Cidade (EIMC): A cidade como objeto e agente de representação e transformações sociais”

De 20 a 24 de agosto de 2012 no Rio de Janeiro / RJ – Auditório do Memorial Getúlio Vargas
End: Praça Luís de Camões s/nº – subsolo – Glória – Tels: (21) 2237-5234
Horário: 14h às 19h30min (30 senhas serão distribuídas diariamente para o telão)
E-mail para inscrições: eimc2012.inscricoes@gmail.com
Telefone para informações: (21) 2976-1245
Site: www.eimc2012.com.br

***

No Encontro, Andrea Falcão falou sobre a gestão de museus e que estão abertos a receber projetos para o MAR (MUSEU DE ARTE DO RIO) e que em setembro de 2012 haverá uma reunião pública para estabelecer uma politica de museus.

Vera Tostes falou sobre a história do Rio, o desmonte do Morro do Castelo em 1922, início do acervo do museu em 1922 de inestimável valor pela sua coleção, biblioteca, o complexo da Santa Casa da Misericórdia, a Casa do Trem,  a localização do MHN, seu acervo que vai desde a época do Brasil Colônia, passando pela escravidão, família imperial, café, mobiliário, século XX com os brinquedos e sobre a maior coleção de moedas das Américas.

O MUSEU HISTÓRICO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO  teve suas primeiras iniciativas em 1891 e sua  fundação em 1934 pelo Prefeito Pedro Ernesto. Em 1998 passa a fazer parte da administração da Prefeitura e está localizado na Gávea. Obras de recuperação constantes devido às paredes serem de pau a pique, politicas internas, obras intermináveis não sendo local adequado para armazenar e conservar suas 16.914 peças. Há necessidade  que seja removido podendo ficar no Cassino da Urca.

Para a arquiteta Rosane Araújo, o museu de cidade tem função de grande importância já que o século XXI é o século das cidades; as cidades são ordens de governança.

Jorge Melguiso, de Medellin, discorreu sobre a cultura ser a grande arma para acabar com a violência nas cidades. Explicando como a cidade de Medellin conseguiu acabar com o narcotráfico, adotando núcleos de cultura em locais da cidade antes abandonados.

Maria Cristina Bruno, da USP, falou sobre curadoria e a importância da participação comunitária, em novos modelos de museus, em diferentes possibilidades de ações curatoriais. As ações são coletivas. O conceito de curadoria é fonte de inspiração e é potencializado por meios de comunicação de massa.

Maria Ignez Mantovani Franco explicou a aplicação de sistemas museológicos em museus de cidade como na Cidade de São Paulo. Um novo museu para a cidade de SP deveria abordar sobre a História contemporânea da antiga Vila de Piratininga.

Jack Lohman, do Museu de Londres e do Royal British Columbia Museum do Canadá, disse que os visitantes solicitam NARRATIVAS DA CIDADE NOS MUSEUS. E  não há como se comparar museus ao redor do mundo pelas suas diferenças culturais e suas diversidades.

Jette Sandadl, do Museu de Copenhague, comentou sobre o grande sucesso com exposições a céu aberto, expostas em murais.

Todos foram unânimes: os museus devem se tornar a cada dia mais informatizados!

Fotos da Presidente Laila Vils e da Cons. Maria Cecília Penna no evento, abaixo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.