Morre em Portugal a última sobrinha-neta de D. Pedro I

Faleceu hoje em Caparica, Portugal, Sua Alteza Real a Senhora D. Maria Adelaide Manuela Amelia Michaela Raphaela de Bragança e Löwenstein-Wertheim-Rosenberg, Infanta de Portugal, Princesa de Bragança, Senhora viúva Nicholaas van Uden, que nascera em Saint-Jean-de-Luz, Aquitânia, França, em 31 de janeiro de 1912.

Sua infância se passou no Castelo de Seebenstein, Áustria, que, pelo princípio da extraterritorialidade garantido pelo Imperador Franz Joseph I, constituía solo português…

A Senhora Infanta D. Maria Adelaide era a última neta viva de D. Miguel I (1802-1866), o irmão de D. Pedro I do Brasil e IV de Portugal (1798-1834) com quem brigou pela sucessão ao trono de D. Maria II (1819-1853).  Após o exílio de Portugal, quando D. Pedro retomou o país mas não permitiu que se executasse o caçula,  D. Miguel viveu na Península Itálica, no Reino Unido e no Grão-Ducado de Baden, onde se casou tardiamente (1851) com a princesa alemã Adelheid de Löwenstein-Wertheim-Rosenberg (1831-1909), membro de um ramo morganático da Casa de Wittelsbach (Reis da Baviera). Eles geraram sete filhos e uma enormidade de netos, que se entroncaram nas mais diversas linhagens soberanas do Velho Continente.

Os padrinhos de batismo de D. Maria Adelaide eram o último Rei de Portugal, D. Manuel II (1889-1932) e a mãe dele, a Rainha Senhora D. Amélia (1865-1951), nascida Princesa de Bourbon-Orleans. O batizado da pequena infanta foi uma das demonstrações públicas de reaproximação entre os dois ramos da dinastia bragantina.

D. Maria Adelaide de Bragança van Uden, como era conhecida em Portugal, era a única tia sobrevivente do atual Chefe da Casa Real de Portugal, D. Duarte Pio de Bragança e Orleans e Bragança.

A história de vida desta princesa lusitana é extremamente interessante e já foi objeto da biografia “A Infanta Rebelde”, de Raquel Ochoa (Oficina do Livro, Lisboa, 2011), que narra suas venturas e desventuras frente ao exílio, ao nazismo e ao salazarismo.

Assista, abaixo, ao vídeo que a televisão portuguesa SIC exibiu no dia do centenário de D. Maria Adelaide, ocasião em que o Presidente da República Portuguesa, Dr. Cavaco Silva, conferiu-lhe a Ordem do Mérito Civil.

O IDII aproveita este obituário para externar aos filhos e netos da Senhora Infanta e, em especial, seu sobrinho D. Duarte Pio, Duque de Bragança, nossas mais sinceras condolências.

o

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , , . Guardar link permanente.