Os 150 anos da Floresta da Tijuca

O sesquicentenário do Parque Nacional da Tijuca foi comemorado em verde estilo, como se deve.

Em 09.12.2011, o IDII enviou aos associados a mensagem abaixo descrita, dando conta da programação do ICMBio.

Plantaram aroeiras, paineiras e outras espécies o Príncipe D. João Henrique de Orleans-e-Bragança — bisneto da Redentora —, a Presidente Laila Vils, os Conselheiros Maria Cecília Penna, Luciano Cavalcanti e Bruno de Cerqueira.

D. Joãozinho, como é conhecido o filho de D. João Maria (1916-2005) e da Princesa D. Fátima (nascida Fatma Chirine, da nobreza egípcia) (1923-1990), foi agraciado pelo Parque Nacional da Tijuca com a medalha comemorativa dos 150 anos, que faz alusão ao grande Major Manoel Gomes Archer (1821-?), pioneiro da silvicultura nacional.

o

Este slideshow necessita de JavaScript.

o

Tijuca festeja 150 anos do reflorestamento

o

Brasília (07/12/2011) – O Parque Nacional da Tijuca, no Rio, administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), comemora neste domingo (11) os 150 anos de seu reflorestamento, o primeiro heterogêneo da América Latina e o mais bem sucedido do mundo. As atividades começam às 9h, com mutirão especial de reflorestamento. Haverá ainda inauguração de exposição fotográfica e lançamento de guia de aves e do novo site do parque.

O príncipe D. João de Orleans e Bragança confirmou presença no mutirão. Ele vai repetir, de maneira simbólica, o ato realizado por seu trisavô, o imperador D. Pedro II, que ordenou, em 1861, o reflorestamento da Tijuca. Não fosse a decisão do imperador, talvez hoje o Brasil e o mundo não pudessem contemplar uma mata tão vicejante, que integra a geomorfologia da cidade do Rio de Janeiro.

O mutirão de reflorestamento, com o plantio de mudas nativas, será supervisionado pela equipe de monitoria ambiental do parque. Os servidores vão orientar e auxiliar os participantes ao longo das atividade que serão realizada no Mirante Bela Vista, na Estrada do Redentor, setor Serra da Carioca.

Às 11h30, está previsto o lançamento do primeiro Guia de Aves do Parque Nacional da Tijuca, no Centro de Visitantes. A publicação sobre a avifauna nativa da unidade foi concebido como ferramenta de uma das atividades turísticas que mais cresce no mundo, a observação de pássaros (birdwatching, em inglês). O guia conta com mais de 150 espécies de aves, apresentando os locais mais propícios do parque para se encontrar cada uma delas.

Na sequência, será aberta a exposição Cenas de uma Floresta Urbana, composta pelo acervo fotográfico do servidor Thiago Haussig. Guia turístico, ele também trabalha no mapeamento do parque, onde, por conta da habilidade no georeferenciamento, ganhou o adequado apelido de GPS. “Receber o convite para realizar essa exposição foi uma surpresa. Espero que os visitantes gostem”, diz o agora expositor que, muito antes de iniciar a graduação em geografia, já nutria carinho especial pelo parque, andando por suas trilhas e registrando seus recantos mais inusitados.

Por fim, haverá o lançamento do primeiro site do Parque Nacional da Tijuca, projeto desenvolvido juntamente com a Associação de Amigos do Parque, ONG parceira da unidade, e com a Tribo 12, empresa carioca de webdesign. Pensado inicialmente como mais um canal de comunicação com o público, o site será uma ferramenta de fundamental importância na divulgação do trabalho feito na conservação da biodiversidade do parque. “Recebemos visitantes de todo o mundo, interessados nos mais variados temas, de meio ambiente a visitas guiadas. Por isso não podemos pensar em ficar sem esse tipo de suporte”, afirma, animada, Maria de Lourdes Figueira, chefe do Parque Nacional da Tijuca.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.