90 anos da morte de D. Isabel I a Redentora

O IDII celebrou a memória do 90º aniversário do DIES NATALIS de D. Isabel na catedral petropolitana por ela erguida.

O convite enviado nas semanas anteriores tinha o seguinte teor:

o

Paulo Mustrangi,
Prefeito do Município de Petrópolis,
 
Gilson Domingos da Silva,
Presidente da Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis &
 
Laila Vils,
Presidente do Instituto D. Isabel I,
 
 tem a honra de convidar para a Missa em memória dos 90 anos de morte de D. Isabel a Redentora.
 
13 de Novembro de 2011 – 11h30min

Catedral de São Pedro de Alcantara
Petrópolis – RJ
***
 
Por fim debilitou-a uma grande fraqueza. Cumprira, aliás, sua missão. O marido revira por ela as roseiras de Petrópolis, transpusera por ela os umbrais de São Cristóvão, visitara o seu Paço Isabel.
E a 14 de novembro de 1921 fechava para sempre aqueles olhos cheios da lembrança do Brasil; emudeciam aqueles lábios que convocaram um dia João Alfredo para uma grande jornada;
paralisava-se aquela mão que com a pena de ouro e brilhantes, declarara a liberdade de uma raça!
Falecia a grande filha de Pedro II, certa de poder obter, ela também, a “Justiça de Deus na Voz da História”.
Lourenço Luiz Lacombe, 1989

o

Representando a descendência de D. Isabel estava a Princesa D. Cristina Maria do Rosário de Orleans-e-Bragança, bisneta.

A Presidente Laila Vils — acompanhada de suas filhas Tatiana e Laila Vils Castello Branco Alves de Souza — e os Conselheiros Otto de Sá Pereira, Gastão Reis, Romeu Costa, Bruno Hellmuth, Luciano Cavalcanti, Bruno de Cerqueira e Thyago Mathias, se fizeram presentes, juntamente com o Presidente da Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis, Gilson Domingos — representando o Prefeito Paulo Mustrangi —, e o Presidente do Instituto Histórico de Petrópolis, Prof. Luiz Carlos Gomes.

Celebrou a Santa Missa dominical o Revmo. Pe. Alexandre Brandão, vigário da Catedral de São Pedro de Alcântara. Ao término da Missa ele repetiu o gesto do Bispo de Petrópolis, D. Filippo Santoro, que, em 29 de julho de 2006 (160 anos da Redentora), fez a leitura, junto ao túmulo no Mausoléu Imperial, da carta do Papa Leão XIII a Dona Isabel, por ocasião da entrega da Rosa de Ouro, em setembro de 1888. Fotos abaixo.

Acesse aqui o folder preparado pelo IDII para a ocasião: (IDII) Folder 90 anos da morte da Redentora.

o

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.