Missa por alma de DOM JOÃO na Catedral de São Pedro de Alcantara reúne a descendência primogênita da REDENTORA

FOTOGRAFIAS REALIZADAS PELO
SENHOR ROBERTO CARVALHO,
AOS SERVIÇOS DO INSTITUTO D. ISABEL I

A Missa de 30º Dia de falecimento do Príncipe D. João de Orleans-e-Bragança reuniu em Petrópolis grande quantidade de descendentes do primogênito da REDENTORA, D. Pedro de Alcantara (†1940), que lá nascera como Príncipe do Grão-Pará e que de lá saíra para o exílio aos 14 anos de idade em novembro de 1889.

A irmã mais nova de DOM JOÃO, Senhora Viúva Ernesto Martorell (n. Princesa D. Thereza Theodora de Orleans-e-Bragança – 1919), veio especialmente de Estoril – Portugal, onde reside, para a Missa na Catedral onde repousam os restos mortais de D. PEDRO II, D. THEREZA CHRISTINA, D. ISABEL I e D. GASTÃO, além do próprio D. PEDRO DE ALCANTARA e sua consorte, D. ELISABETH (†1953).

A Senhora Princesa D. THEREZA MARIA THEODORA é a única neta da REDENTORA ainda gozando de boa saúde, pois seu irmão mais velho, D. PEDRO GASTÃO, Príncipe Titular e Chefe da Casa de Orleans-e-Bragança, encontra-se infelizmente adoentado no Palácio de Villamanrique de la Condesa (Sevilha – Espanha), há muitos anos.

Junto dela estavam sua filha, Senhora Elisabeth Orleans e Bragança Martorell (*1959), e a neta, Senhorita Maria Thereza Orleans e Bragança Martorell Espírito Santo Silva Salgado (*1988), além do pai desta última, o Senhor João Espírito Santo Silva Salgado.

A Missa foi celebrada pelo Revmo. Monsenhor Gilberto …………., grande amigo da Família Imperial, que lembrou em sua homilia quantos ultrajes e humilhações sofreram os Príncipes brasileiros dura e tristemente deportados em 1889 e o quanto a memória deles ainda não é justamente dignificada no Brasil hodierno.

Findou-se a cerimônia com os cumprimentos à Família do valoroso DOM JOÃO e visita ao MAUSOLÉU IMPERIAL , especialmente aberto na ocasião.

Da esq. p/ dir.: Elisabeth Martorell, João E. S. S. Salgado, Maria Thereza Salgado (fila de trás) e a Viúva D. João, D. Thereza Theodora, D. Stella Christina e D. João Philippe, no momento em D. João Henrique estava cumprimentando o Celebrante

Sagrado momento do PAI-NOSSO. Da esq. p/ dir.: João Carlos Calmon de Britto, D. Cristina de Orleans-e-Bragança, D. Afonso de Orleans-e-Bragança e esposa (n. Sylvia Amélia Mello Franco de Hungria Machado), D. Pedro Carlos de Orleans-e-Bragança e Paola Maria Sapieha.

Os Conselheiros do IDII assistem à Santa Missa

A Neta da Redentora dos Escravos comunga o CORPO DE CRISTO

A Princesa Paola Sapieha-Rosanska, filha de D. Cristina de Orleans-e-Bragança,
lê a belíssima mensagem que sua prima, D. Maria Christina, a pequena KILLY, escreveu para despedir-se do avô, DOM JOÃO

D. Maria Christina cumprimenta reverentemente Monsenhor Gilberto, no que é seguida por sua tia…

… D. Cristina Maria do Rosário Leopoldina, que também oscula as mãos do venerando sacerdote

O Príncipe Hereditário de Orleans-e-Bragança saúda sua tia…

… e depois sua prima e seu sobrinho

Os Príncipes recebem os cumprimentos dos amigos e admiradores da Família presentes na Catedral

Duas DONA THEREZA DE ORLEANS-E-BRAGANÇA… A irmã e a viúva de D. João conversam com um amigo da Família

No MAUSOLÉU IMPERIAL, D. João Henrique e D. João Philippe posam ao lado de Jean Menezes do Carmo e Carlos Henrique de Saldanha e Lopes, representantes das instituições históricas de Juiz de Fora (MG), e de Bruno da S. A. de Cerqueira, Conselheiro-Presidente do IDII

Os Conselheiros do IDII têm a honra de posar detrás do túmulo da REDENTORA DO BRASIL. Da esq. p/ dir.: Secretário Vanderli Teixeira, Prof. Alexandre Carneiro de Mendonça, Prof. Inoã Pierre Carvalho Urbinatti (sócio), Dr. Eduardo Pellew Wilson, Conde de Wilson Dra. Maria Augusta Jobim Wilson, Condessa de Wilson & o Presidente Prof. Bruno de Cerqueira

Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado . Guardar link permanente.